+34 91 005 42 79 brasil@esneca.lat
    • Español
    • 0 Items

      Existem diversos recursos que os jornalistas utilizam para relatar eventos que ocorrem diariamente, estes são conhecidos como géneros jornalísticos. Por meio desses textos, o objetivo é atender de forma constante e confiável à necessidade de saber o que acontece em cada sociedade. E à medida que se desenvolvem, cumprem sua função de libertar e informar aqueles que os consomem.

      Cada um desses géneros tem objetivos diferentes e um nível diferente de complexidade em sua realização. É importante aprender a diferenciá-los para saber qual é o seu impacto social e relevância. Por isso, apresentamos um breve guia jornalístico das diversas formas de expressão pública para contextualizar o mundo das notícias da melhor forma.

      Quais são os tipos de géneros jornalísticos?

      Os textos em jornalismo são divididos pelo seu conteúdo de natureza informativa, interpretativa ou híbrida. Se falamos sobre os géneros de notícias, eles incluem a notícia, a entrevista e a reportagem. Na opinião o jornalismo é o artigo e o editorial, e os que compõem o tipo híbrido são a crônica e a coluna.

      É importante mencionar que os géneros podem ser complementados com elementos de outros tipos de narrativas. Por exemplo, eles se enriquecem com a história, o ensaio e o romance. No entanto, você deve sempre especificar o recurso que é usado em cada texto. Eles também têm certas características que os diferenciam uns dos outros. Iremos explicá-los a você abaixo.

      A notícia

      A notícia é o principal género jornalístico, já que é responsável por alimentar o resto. Seu objetivo é transmitir todos os eventos diários de interesse público de forma meramente informativa. Isso significa que não contém opiniões ou qualquer tipo de interpretação em sua redação. O jornalista deve relatar como é o que aconteceu para que o receptor reflita suas próprias conclusões.

      Porém, este texto não é totalmente objetivo, pois é criado a partir da seleção de dados que o editor considera transcendentais. No entanto, é o menos subjetivo dos textos informativos.

      Géneros jornalísticos: a entrevista

      Este texto jornalístico é uma conversa que troca perguntas e respostas entre o jornalista e o entrevistado. Nele são obtidos opiniões, comentários, julgamentos e condutas.

      A entrevista é utilizada como recurso de pesquisa para todos os géneros jornalísticos. Sua importância está em como as perguntas são elaboradas para obter as melhores respostas. O jornalista deve deixar claro que quem mais deve falar é o entrevistado, por isso deve criar um clima de confiança para que flua em seu diálogo.

      Existem diferentes tipos de entrevistas, existem entrevistas informativas, entrevistas de opinião e entrevistas de perfil que fazem um retrato do entrevistado.

      Crônica Jornalística

      Este texto é utilizado no jornalismo para relatar um evento por meio das experiências e percepções do jornalista. Na crônica, além de contar os fatos concretos de um evento, descreve e narra profundamente a atmosfera do evento. Portanto, concentra-se em como os eventos acontecem e, se for o caso, interpreta por que aconteceram.

      Reportagem

      A reportagem é a mais completa dos géneros jornalísticos porque pode incluir todos os outros. Está até relacionado ao literário e lembra-nos ao conto.

      As reportagens têm o objetivo de expandir e aprofundar uma história. Servem como recurso explicativo para um problema, como argumento para uma tese ou para explicar um fato. Basicamente, para fazer um relatório, você deve investigar, descrever, relatar e documentar. Além disso, a chave para este texto está no contraste das fontes de informação para dar uma imagem mais completa de um assunto.

      Géneros de opinião jornalística

      A coluna é um texto de opinião que fala de forma concisa sobre assuntos atuais e interessantes. É sempre feito pelo mesmo autor e seu nome não muda. Pode ser classificado em três tipos: coluna informativa, coluna de comentário e coluna crítica.

      Por outro lado, no artigo, o jornalista expõe opiniões sobre fatos relevantes, mas nem sempre imediatamente atuais.

      Texto editorial

      O editorial analisa os destaques do dia se for publicado em um jornal. Se a editora for de uma revista, ela pode ser publicada a cada 15 dias ou a cada mês.

      É um resumo da posição política de cada noticiário diante de acontecimentos de interesse público. Este género difere dos demais porque não é assinado por um autor específico. Isso significa que as palavras nele escrito são de responsabilidade de toda a empresa; é um reflexo de sua ideologia. Portanto, requer jornalistas altamente informados que possam fazer julgamentos de valor fundamentados.