+34 91 005 42 79 brasil@esneca.lat
  • Español
  • 0 Item

    A pele é muito importante para a saúde do corpo, pois é a primeira barreira que combate bactérias e vírus, mantém o equilíbrio de fluidos e regula a temperatura corporal. É o maior e mais visível órgão responsável por quase um sexto do peso corporal. Além disso, a estrutura da pele pode ser um fator significativo na autoestima de uma pessoa, portanto, é importante cuidar dela da melhor maneira. Gostaria de saber os tipos de pele que existem? Continue lendo.

    Como é dividida a estrutura da pele?

    A pele é um órgão dinâmico em constante mudança e é composta por três camadas principais: epiderme, derme e tecido subcutâneo. Cada uma das camadas é composta por várias subcamadas. Os apêndices da pele, como os folículos e as glândulas sebáceas e sudoríparas, também desempenham certos papéis na função geral da pele.

    Camadas da pele

    A epiderme é a camada externa que você pode ver e tocar. Isso protege contra toxinas, bactérias e perda de fluidos. Consiste em 5 subcamadas de células chamadas queratinócitos. Essas células migram para a superfície da pele passando por uma série de alterações.

    A derme é a camada intermediária da pele, espessa, elástica, mas firme. Consiste em uma camada espessa acima da região subcutânea e uma camada em forma de onda abaixo da epiderme.

    Assim, a hipoderme, a camada mais interna, armazena energia e serve como almofada e isolante para o corpo. Além disso, contém células de gordura, fibras de colagénio e vasos sanguíneos.

    Tipos de pele que existem

    Todas as pessoas têm a mesma estrutura de pele, porém cada pele pode ser seca, oleosa, mista ou normal. O tipo de pele é determinado geneticamente, mas o estado da mesma pode variar de acordo com certos fatores internos e externos. A seguir, explicamos como cada tipo de pele é composto.

    Pele normal

    Pele normal refere-se a uma pele em bom equilíbrio e é denominada “eudérmica“, em termos científicos. A zona T (testa, queixo e nariz) pode ser um pouco oleosa, mas a sebo e a hidratação em geral estão em equilíbrio. A pele não é oleosa nem muito seca.

    Este tipo de pele caracteriza-se por possuir poros finos, boa circulação sanguínea, textura aveludada, macia e lisa. Além disso, tem uma transparência uniforme, rosa fresca e é livre de impurezas. Conforme uma pessoa com pele normal envelhece, sua pele fica mais seca, mas não é propensa a sensibilidade.

    Estrutura da pele seca

    “Seca” é usado para descrever um tipo de pele que produz menos sebo do que a pele normal. Portanto, a pele carece de lípidos que retêm a humidade e protegem contra fatores externos. Isso prejudica o funcionamento da barreira. A pele seca existe em vários graus e de maneiras que nem sempre são claramente distinguíveis umas das outras. Pode ser esticado, quebradiço e áspero e tem uma aparência opaca. A elasticidade da pele também é fraca.

    A hidratação da pele desempenha um papel importante. Isso evita a perda ativa de água que gera o ressecamento das glândulas causado pelo calor, estresse e atividade.

    O que é a pele oleosa?

    A pele oleosa é aquela que apresenta um aumento da produção de sebo, essa hiperprodução é conhecida como seborreia. A estrutura da pele oleosa é caracterizada por poros dilatados e visíveis, brilho, pele espessada e pálida. Em casos moderados e graves, aparecem espinhas e a pele fica vermelha e inflamada.

    Algumas situações que produzem excesso de sebo e impurezas são:

    • Genética.
    • Alterações e desequilíbrios hormonais.
    • Medicamento.
    • Estresse.
    • Produtos de maquiagem que causam irritação.

    Pele mista

    Na pele mista, os tipos de pele variam na zona T e nas bochechas. A chamada zona T pode diferir consideravelmente, desde uma zona muito fina até uma zona extensa. A combinação da estrutura da pele apresenta testa, queixo e nariz oleosos. Além disso, os poros estão dilatados nesta área e apresentam impurezas. Além disso, as bochechas estão entre normais e secas.

    As partes mais oleosas da pele mista devem-se ao excesso de produção de sebo. As partes mais secas da pele são a falta de sebo e o deficit de lípidos.

    Nesse sentido, os fatores que determinam o estado da estrutura da pele são o clima e a poluição, a medicação e o estresse. Além disso, os fatores hereditários influenciam os níveis de sebo e suor, e os fatores naturais de hidratação que a pele produz. Os produtos que você usa para cuidar da pele têm uma grande influência. São selecionados com o auxílio de um profissional para que se adaptem ao tipo de pele e enfrentem a condição desta.

    ¡Celebra la Black Week con nosotros! Te regalamos 60$ para tu matrícula. CUPÓN: BLACK60

    X