+34 91 005 42 79 brasil@esneca.lat
    • Español
    • 0 Items

      Facilitar o desenvolvimento ideal das crianças mais novas é uma tarefa importante tanto para os pais quanto para os educadores. Por meio de atividades específicas, é possível aproveitar ao máximo suas habilidades e, assim, promover sua estimulação precoce. Mas o que é estimulação precoce para crianças? No artigo de hoje, daremos a você as principais chaves para entender essa técnica e seus benefícios. Não perca a chance e continue lendo.

      Inscreva-se no mestrado on-line em pedagogia Montessori e desenvolva seus conhecimentos e habilidades para promover o desenvolvimento de crianças pequenas em sala de aula.

      O que é estimulação precoce?

      A estimulação precoce é uma técnica que motiva o desenvolvimento psicomotor e cognitivo das crianças. Isso é obtido por meio de atividades didáticas em que, além de se divertir, elas incentivam seu processo de aprendizagem.

      A atenção ou estimulação precoce deve ser realizada desde o nascimento da criança até os 7 anos de idade. Isso se deve ao fato de que, durante esse estágio, as crianças desenvolvem sua personalidade e a estrutura de seu pensamento. Por esse motivo, as atividades de estímulo são usadas como o principal método de ação. O objetivo dessas atividades é que a criança se desenvolva de forma autônoma e independente. Além disso, as habilidades sensoriais, sociais e de linguagem da criança são desenvolvidas corretamente.

      Você pode estar interessado em: Creche Montessori, o que é e como funciona?

      Para que serve a estimulação precoce?

      Podemos dizer que, com a estimulação precoce, várias áreas podem ser trabalhadas. Elas podem ser as áreas cognitiva, motora, de linguagem e socioemocional. Cada uma delas permite que a criança lide com diferentes aspectos, que podem ser:

      • Conhecimento ou área perceptiva. Ajuda a criança a entender, relacionar-se e adaptar-se a situações desconhecidas. Tudo isso por meio do pensamento e da interação com objetos e com o mundo em que crescem.
      • Linguagem. Com atenção precoce, diferentes formas de expressão e comunicação podem ser trabalhadas desde a infância. Dessa forma, a criança adquirirá habilidades para aprender a expressar suas opiniões e emoções em seu ambiente.
      • A área emocional e social. Estimular essa área é muito importante para fortalecer suas experiências afetivas. Além de desenvolver a socialização da criança. Isso reforçará sua segurança, ela se sentirá amada e será capaz de estabelecer relacionamentos com outras pessoas. Para trabalhar nessa área, é importante criar um vínculo emocional.

      Exercícios de estimulação precoce

      Existem diferentes exercícios para estimular crianças de diferentes idades e com diferentes objetivos a serem trabalhados. Aqui estão algumas atividades para crianças entre 3 e 4 anos de idade, com as quais você pode estimular diferentes aspectos.

      Exercícios para estimular as habilidades motoras grossas

      Fique na frente dele e ande na ponta dos pés. Peça a ele que o imite. Você também pode brincar de jogar e pegar. Jogue o objeto no chão e peça que ele o jogue contra a parede e o pegue de volta. Outra brincadeira é pular com um pé, alternando entre eles, e pedir que ele pule com os dois pés seguindo um caminho. Da mesma forma, ensine-o a se agachar. Ou, invente jogos para que ele pule, ande, corra ou pare de repente. Em outras áreas, você pode tocar música para dançarem juntos, com canções que permitam coordenar os movimentos do corpo do seu filho com a letra. Se houver outras crianças da idade dele, incentive-as a brincar e inventar movimentos ou escolher a música.

      Atividades para trabalhar as habilidades motoras finas

      Você pode dar a ele uma folha de papel e um lápis para que desenhe livremente. Pergunte a ele sobre o que ele faz. Em seguida, sem limitá-lo, desenhe objetos ou pessoas juntos. Você pode fazer perguntas a ele. Por exemplo, onde estão os olhos, como você os desenharia.) Você também pode ensiná-lo a montar quebra-cabeças de 3 ou 4 peças. Você pode recortar uma figura no formato de um quebra-cabeça. Quando ele terminar, peça-lhe para contar uma história sobre a figura. Na verdade, você pode incentivá-lo a desenhar e criar histórias sobre suas imagens. Eles também podem criar seu próprio livro de histórias. Ajude-o a recortar e colar imagens de revistas ou jornais para ajudá-lo a montar suas histórias.

      Exercícios para estimular a linguagem

      Explique para que servem os diferentes objetos ou crie jogos para classificar os objetos por cor, tamanho ou forma. Enquanto eles estiverem brincando, pergunte por que fazem isso desta ou daquela maneira. Se eles cometerem erros, não os corrija, mas faça perguntas para ajudá-los a descobrir por conta própria. Outra coisa que você pode fazer é pedir que ele conte o que fez ontem. Sempre responda às perguntas dele e esclareça suas dúvidas de maneira simples.

      MESTRADO EM PEDAGOGIA MONTESSORI + MESTRADO EM PSICOLOGIA INFANTIL E ADOLESCENTE

      Fatores importantes para estimular adequadamente uma criança

      Como já mencionamos, a assistência à primeira infância serve para promover o desenvolvimento integral da criança. Portanto, seu desenvolvimento e predisposição individuais e naturais devem ser respeitados.

      A primeira coisa a fazer é começar com atividades que fortaleçam o vínculo emocional, algumas massagens e estimulação sensorial. Em seguida, são realizados exercícios para habilidades motoras grossas, habilidades motoras finas, concentração e linguagem. No entanto, é essencial cuidar e proteger a iniciativa, a independência e a autoestima da criança durante o aprendizado.

      No entanto, fatores importantes devem ser levados em conta para usar os estímulos aos quais ela pode estar exposta. Por exemplo, as diferentes personalidades e habilidades de cada criança. Isso significa que cada criança tem seu próprio ritmo de desenvolvimento e que sua maturação dependerá de seu sistema nervoso. Portanto, não devem ser feitas comparações nem se deve presumir que as crianças se desenvolvem da mesma maneira.

      Outro fator a ser levado em conta é não forçar a criança a fazer qualquer atividade. Isso fará com que ela rejeite os exercícios. Portanto, aprenda a interpretar o que a criança quer naquele momento. Ou, faça as atividades como um jogo. As crianças aprendem e assimilam novas informações brincando. É sabido que brincar é a melhor maneira de estimular uma criança.

      Agora que você já sabe em que consiste essa técnica, resta apenas enfatizar que a estimulação precoce gera mudanças positivas. Isso se deve à intensa plasticidade neuronal que ocorre nessa fase. Sem dúvida, seu uso correto o transformará em um adulto com qualidades cognitivas que favorecerão sua qualidade de vida.