+34 91 005 42 79 brasil@esneca.lat
  • Español
  • 0 Item
    Todos os casais passam bons e maus momentos em algum ponto do relacionamento. É normal que haja altos e baixos ou crises que, desde que resolvidas com diálogo e respeito, transformem positivamente o casal. No entanto, os problemas podem ser acentuados quando alguns dos membros adotam comportamentos inadequados. Isso pode estabelecer uma dinâmica de relações tóxicas, causando stresse e vulnerabilidade para a outra pessoa.
    Hoje contamos a vocês alguns dos sinais presentes nas relações tóxicas que devem ser tratados o mais rápido possível para evitar situações perigosas.

    Que causa as relações tóxicas?

    Existem várias variáveis ​​que influenciam a criação e o desenvolvimento de problemas de casais em um nível tóxico. Alguns se concentram nas circunstâncias presentes, mas outros estão profundamente enraizados no passado.

    Por um lado, a ideia de amor romântico que a sociedade nos impõe de estarmos apaixonados o tempo todo, pode causar frustração. Além disso, a maneira como aprendemos desde tenra idade a nos relacionar com outras pessoas e isso afeta quando pedimos o que precisamos. Ou, o fato de não saber estabelecer limites para agradar ao outro e iniciar uma relação de dependência emocional.

    Por outro lado, fatores socioculturais, dificuldade de tomada de decisões e inseguranças podem ser desencadeadores de conflitos intensos. No entanto, se todos os itens acima forem resolvidos adequadamente, uma relação tóxica é evitada.

    Como detectar atitudes tóxicas?

    Às vezes, as pessoas com relacionamentos tóxicos como casal não percebem que vivem em constante abuso. Na verdade, o amor que sentimos por uma pessoa pode nos cegar e nos fazer perdoar qualquer desrespeito. É até comum que essas atitudes problemáticas se tornem normalizadas.

    Embora os círculos próximos possam dizer à vítima que isso não é correto, eles podem ignorar o aviso. Portanto, este blog quer ajudar as pessoas em um relacionamento tóxico a melhorar sua situação. Aqui estão os sinais de que seu parceiro é tóxico ou está em um relacionamento conturbado.

    Relações tóxicas, ciúme e controle

    O ciúme e os comportamentos de controle são muito comuns em relacionamentos tóxicos. Isso pode fazer com que seu parceiro fique chateado por você passar mais tempo com seus amigos ou família, ou comece a controlar suas despesas pessoais. Além disso, que peça explicações sobre suas contas bancárias, que investigue suas redes sociais e que não respeite sua privacidade.

    Outros sinais de estar em um relacionamento tóxico é quando ele pergunta o tempo todo sobre seus horários, menospreza você e faz você acreditar que sem ele você não seria ninguém. Você pode notar que toda vez que passa um tempo com pessoas do sexo oposto, seu parceiro fica com raiva ou ciúme, impedindo você de ver essa pessoa.

    Tudo isso é chantagem emocional e pode ter consequências negativas para o bem-estar da pessoa.

    Falta de respeito e agressividade

    Se seu parceiro bagunça sua maneira de se vestir e tenta agressivamente mudar seu estilo, é um foco de atenção que não deve passar despercebido. Se ele menosprezar seus méritos, virtudes e problemas, e culpá-lo por seus conflitos de trabalho, é um sinal de toxicidade.

    Outros casos em que você pode estar em um relacionamento impróprio é quando isso sempre o lembra de seus fracassos passados. Ou quando você evita explicar certos assuntos a ele por medo de sua reação, ele se dirige a você de uma maneira ruim e não pede sua opinião para tomar decisões.

    Relações tóxicas na esfera sexual

    A toxicidade pode estar presente quando você faz sexo com seu parceiro, mesmo que você não tenha vontade. Você faz isso apenas para agradar aos desejos dela ou evitar que ela fique com raiva.

    Da mesma forma, você pode estar em um relacionamento conturbado quando ele a chantageia ou exige que você faça práticas sexuais das quais você não gosta. Ou quando ele o compara a outros parceiros sexuais do passado.

    Soluções para problemas de parelha

    Uma coisa que não podemos ignorar é que é muito fácil ver as falhas dos outros e muito difícil ser autocrítico. Todos podemos cometer erros como os que descrevemos em algum momento da nossa vida. Mas, lembre-se, uma relação é tóxica quando vários dos problemas acima mencionados ocorrem com regularidade. No entanto, em alguns casos, os problemas podem ser resolvidos através da comunicação e da boa educação.

    Respeite o seu parceiro

    Num casal, o respeito é a chave para tudo. Se não se respeitarem um ao outro, não há nada que o possa ajudar a ser a base do casal. Por conseguinte, é necessário começar por tratar bem a si próprio e uns aos outros. É essencial aceitar e respeitar a opinião do seu parceiro, a sua essência e personalidade, a fim de os amar.

    Desenvolver uma comunicação assertiva

    Quando há aceitação e respeito, o passo seguinte é o de reforçar a comunicação. Um casal empático em relação às necessidades um do outro, e que se escuta, desenvolve uma forte ligação um com o outro. Assim, a confiança é reforçada e o casal expressa mais facilmente as suas emoções, sentimentos e pedidos.

    Confiança vs. relações tóxicas

    Outra chave é construir a confiança, especialmente se esta foi quebrada por alguma razão. É importante trabalhar sobre isso e é melhor se for feito com a orientação de um profissional. Manter ou não uma relação é uma decisão difícil, mas é sempre bom ser realista e saber se podemos estar juntos. Aqui é necessário passar por um processo de internalização para aceitar, perdoar e ver se se deve continuar a relação.

    Noutros casais, este conselho pode funcionar, noutros pode não haver forma de voltar atrás e pode falhar. É da responsabilidade de cada pessoa analisar a situação e ver se vale a pena fazer as coisas bem-feitas.